Depois de anos sendo um pop culture junkie, finalmente resolvi canalizar minhas energias em algo útil (assim, dependendo da sua perspectiva). Esse blog tem, portanto, o objetivo de documentar quem está causando na cultura pop mas não comentando do óbvio e sim antecipando tendências e o que está por vir. E-mail me @ tacausando@gmail.com. Mais sobre a nossa proposta.

domingo, 17 de outubro de 2010

VMAs 2010


Toda trabalhada nos statements, Gaga chega a premiação homenageando McQueen e protestando contra o Don't Ask, Don't Tell.

Pois é, gente, eu sei que esse post tá um mês atrasado mas eu ando ocupado e só deu para escrever agora, quando todo mundo já está mega over os VMAs (incluindo eu). Mas tudo bem, antes tarde do que nunca.


Para começar, o pré-show foi o pré-show mais visto da história dos VMAs. Graças a quem? A Nicki Minaj, é claro. Minaj fez sua primeira performance solo no programa que antecedeu a premiação e, por mais decepcionante que tenha sido, foi o suficiente para atrair bastante gente. Minaj prova, mais uma vez, que ela é uma das maiores estrelas do momento.



A grande estrela da noite foi, obviamente, Lady Gaga. Além de abocanhar quase todos os prêmios -- inclusive Video of the Year --, ela causou enorme sensação com suas trocas de roupa. Ela chegou ao evento vestida com a ultima coleção do Alexander McQueen, genial estilista que se suicidou no começo do ano (e que fez o styling do clipe de Bad Romance) e, como protesto contra o Don't Ask Don't Tell (que proíbe homossexuais de servirem no exército), acompanhada de soldados que foram expulsos do exército por causa de sua sexualidade. Mas foi o seu vestido feito de carne, que ela usou enquanto aceitava o principal prêmio da noite, que foi manchete em todo o planeta no dia seguinte ao evento.



Eminem também foi bastante prestigiado ao longo da noite. Ele abriu o show (algo reservado apenas para os maiores) e ganhou todos os prêmios pelo qual estava indicado (com a exceção de Video of the Year). Em, o artista que mais vendeu na última década passada, continua no topo: seu novo CD, Recovery, é o mais vendido do ano até o momento e Love the Way You Lie, seu dueto com Rihanna, é o maior hit de 2010.



O momento que Kanye West interrompeu o discurso de agradecimento de Taylor Swift no ano passado virou um dos momentos mais icônicos da cultura pop nos últimos anos. E, os VMAs desse ano, foram a "conclusão" disso tudo: num dos momentos mais vergonhosos da noite, Taylor Swift cantou a música que ela escreveu para Kanye, Innocent. A canção estará em em seu próximo CD, Speak Now.

Fechando a noite, Kanye subiu no palco para uma grandiosa performance de seu novo single, Runway. A apresentação foi a "redenção" do rapper perante ao grande público e foi extremamente aplaudida.

A performance foi apresentada pelo comediante Aziz Ansari que deixou claro a posição da MTV: Team Kanye.



Além de Eminem, Kanye e Taylor, se apresentaram também Usher (cuja performance foi bastante boa), Justin Bieber, Linkin Park (direto do observatório de Los Angeles), o novato B.o.B., Paramore, Drake e Florence & the Machine.

Florence, alias, foi considerada unânimamente a melhor performance da noite. A apresentação, que foi seu grande lançamento no mercado estado-unidense, fez com que o single The Dog Days Are Over fosse catapultado para o top 5 das músicas mais vendidas no iTunes e alcançasse o top 10 do Billboard Hot 100.



A apresentadora foi Chelsea Handler. A comediante é extremamente popular entre o publico jovem estado-unidense graças aos seus livros de crônica, todos best-sellers, e seu talk show Chelsea Lately, exibido no E!, onde ela zomba da cultura pop.

Como fã de Chelsea, eu super aprovei a performance dela como apresentadora. A imprensa americana, porém, não concordou comigo, com o New York Times chamando ela de uma das "piores apresentadoras da história da premiação" (um gigantesco -- e injusto -- exagero).

Os VMAs desse ano foram, na minha opinião, bastante solidos: as performances foram boas e a produção foi bastante caprichada (o set design foi extremamente elogiado). Porém, uma coisa fez bastante falta: drama.

Entre os apresentadores, o elenco de Jersey Shore, Nicki Minaj, Katy Perry, Ke$ha, zilhões de celebridades promovendo seus filmes e, claro, Cher, entregando o grande prêmio para Gaga, num momento que fez gays do mundo inteiro infartarem.


Cher entrega o prêmio de Video of the Year para Gaga

A premiação desse ano foi a emissão mais vista da MTV em oito anos (graças, claro, a toda a controvérsia em torno dos VMAs do ano passado). Mais de 11 milhões de telespectadores assistiram a premiação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu