Depois de anos sendo um pop culture junkie, finalmente resolvi canalizar minhas energias em algo útil (assim, dependendo da sua perspectiva). Esse blog tem, portanto, o objetivo de documentar quem está causando na cultura pop mas não comentando do óbvio e sim antecipando tendências e o que está por vir. E-mail me @ tacausando@gmail.com. Mais sobre a nossa proposta.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Chart Watch UK+OZ: Diana Vickers ocupa o topo na Grã-Bretanha com seu primeiro single



Diana Vickers, 19 anos, ocupa o topo das paradas de singles britanicas essa semana com Once, o primeiro single de seu álbum de estréia Songs from the Tainted Cherry Tree.

Diana ficou extremamente popular faz dois anos, quando ela participou da sétima edição do reality de talento, The X Factor (que, como eu já comentei aqui, é um gigantesco fenômeno social na Grã-Bretanha). Ela era uma das mais cotadas para sair vitoriosa mas acabou em quarto lugar. Vickers se destacou pelo seu jeito peculiar: sua voz rouca era bastante diferente da dos outros finalistas ("parece que ela canta enquanto está tendo um ataque de asma") e ela sempre se apresentava descalça e deixando a mão numa posição que lembrava uma garra (o movimento, obviamente, foi oficialmente nomeado "The Claw"). A jovem ficou popular, principalmente entre garotas adolescentes que se identificavam com a personalidade da inglesa e admiravam não só sua voz mas também suas roupas e maquiagem.

Os fãs se mostraram bastante fiéis: apesar de ter ficado um longo período longe dos holofótes, o retorno dela foi em grande estilo: foram vendidas 70 mil cópias de seu single. Isso fez dela a terceira pessoa a não ganhar o programa a alcançar o topo das paradas (depois da boyband JLS, que conseguiu isso duas vezes, e de Chico).

A sétima edição do The X Factor foi especialmente bem-sucedida no quesito "lançar talentos": a boyband JLS, que ficou em segundo lugar, virou um gigantesco sucesso na Grã-Bretanha, alcançando o topo das paradas de single duas vezes e vendendo mais de 1 milhão de cópia de seu CD. A ganhadora, Alexandra Burke, atingiu o topo também duas vezes e seu álbum já vendeu mais de 500 mil cópias. Vickers é, por tanto, a terceira finalista da edição a alcançar o primeiro lugar.

Por algum motivo ESCROTO e IDIOTA, a gravadora de Vickers achou uma boa idéia desativar o incorporamento do vídeo. Mas sem alguém tiver curiosidade de conferir o atual chart-topper britânico, clique aqui.

OMG, o single de Usher com a colaboração de Will.I.Am, continua sua jornada de sucesso na Grã-Bretanha. Apesar de ter caído uma posição, ocupando o segundo lugar, as vendas subiram: foram 65 mil downloads ao longo da semana.

Além de Diana Vickers, duas novas músicas entraram no top 10 de singles britânicos: o rapper Chipmunk estréia em terceiro lugar com Until You Were Gone que conta com a participação de Esmee Denters.

Assim como a gravadora de Vickers, a gravadora de Chipmunk também é babaca e desativou incorporamento. Os curiosos podem clicar aqui para assisti-lo.

A outra entrada é bastante inesperada: depois de 20 anos, The Best de Tina Turner volta para o top 10, na nona posição. O fato de um artista cover ter feito uma performance da canção no reality de talento Britain's Got Talent, o programa mais visto do país no momento, com certeza deu um empurrão nas vendas. Mas o que realmente catapultou a música de volta para os singles mais vendidos foi uma campanha no Facebook incentivando torcedores do time de futebol Glasgow Rangers FC a comprar a música, considerada um dos temas do time escocês, para comemorar a mais recente vitória do clube. É a terceira música a entrar no top 10 graças a uma campanha do Facebook em menos de um ano: a maior de todas foi quando, no Natal do ano passado, mais de 500 mil pessoas se juntaram para comprar Killing in the Name Of do Rage Against the Machine para evitar que o ganhador do The X Factor conseguisse a primeira posição na semana que é, tradicionalmente, a que registra as vendas mais altas. Na Páscoa, outra campanha, dessa vez para colocar uma banda cristã no top 10, fez com que o grupo Delerious? alcançasse o quarto lugar.

Para relembrar o grande hit de Tina Turner, clique aqui.

No mais, Plan B ocupa a quarta posição com She Said seguido de Scouting for Girls com This Ain't a Love Song, Professor Green com Need You Tonight, Kelis com A Capella e Timbaland e Justin Timberlake com Carry Out. Selena Gomez encerra o top 10 com Naturally.



Na Austrália, nenhuma nova entrada. Just Say So do Brian McFadden continua no topo pela segunda semana consecutiva. Alejandro de Lady Gaga continua sua impressionante chart run: antes do lançamento do vídeo, a música já alcança o segundo lugar no país Oceânico.

No mais, Train ocupa o terceiro lugar com Hey Soul Sister seguido de Adam Lamber (Whataya Want From Me), Static Revenge, Luciana e BodyRox (I Like That), B.o.B. (Nothin' on You), Kevin Rudolf (I Made It), Usher (OMG), Jason DeRulo (In My Head) e Justin Bieber (Baby).

É com desgosto que eu comunico que Susan Boyle volta para o segundo lugar nas paradas de CDs australiana com I Dreamed a Dream (pois é, não curto ela). Para quem não lembra, o álbum ficou meses em primeiro lugar e, desde seu lançamento, em novembro, nunca saiu do top 10. Com o Dia das Mães se aproximando na Austrália, a escocesa volta para o top 2.

O topo é ocupado por Lady Gaga. Também no top 5: John Butler Trio em terceiro com April Uprising seguidos pela banda folk britânica Mumford & Sons e, a única nova entrada da semana, o cantor de opera local Mark Vincent com seu segundo álbum, My Compass (assim como Boyle, Vincent também saiu do reality show de talento Got Talent: ela da versão britânica, ele da australiana).

O top 10 conta com a presença de Angus & Julia Stone (Down the Way), Slash (Slash), Jason DeRulo (Jason DeRulo), Florence & the Machine (Lungs) e Gyroscope (Cohesion).

Na Grã-Bretanha, a banda de rock australiana AC/DC ocupa o topo com a trilha sonora de Iron Man 2 (Homem de Ferro). Foram vendidas 57 mil cópias do álbum.

A banda batalhou ao longo da semana com Paul Wellers pelo primeiro lugar. No fim, o cantor teve que se contentar com o segundo lugar. Foram comercializados 53 mil cópias de seu décimo CD, Wake Up the Nation.

Depois de estrear com vendas altamente sólidas na semana passada, o rapper Plan B continua extremamente forte. The Defamation of Strickland Banks vende 48 mil cópias em sua segunda semana nas lojas e ocupa a terceira posição.

O novo CD do Meatloaf, Hang Cool Teddy Bar, estréia em quarto lugar e Scouting for Girls, com Everybody Wants to be on TV, encerram o top 5.

O segundo álbum de Kate Nash, My Best Friend is You, estréia em oitavo.

O top 10 também conta com Lady Gaga (The Fame) em sexto, Paolo Nutini (Sunny Side-Up) em sétimo, Justin Bieber (My Worlds) em nono e Florence & the Machine (Lungs) em décimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu