Depois de anos sendo um pop culture junkie, finalmente resolvi canalizar minhas energias em algo útil (assim, dependendo da sua perspectiva). Esse blog tem, portanto, o objetivo de documentar quem está causando na cultura pop mas não comentando do óbvio e sim antecipando tendências e o que está por vir. E-mail me @ tacausando@gmail.com. Mais sobre a nossa proposta.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Chart watch UK+OZ: Bieber-mania chega a Grã-Bretanha enquanto Boyzone faz grande comeback



Pouquíssimo movimento nas paradas de single essa semana. Tinnie Tempah continua no topo na Grã-Bretanha com Pass Out enquanto Rude Boy da Rihanna segue em primeiro na Austrália (e em segundo no Reino Unido).



Na Grã-Bretanha, a grande novidade foi o fenômeno teen canadense Justin Bieber que, com o single Baby, conquista oficialmente o maior mercado fonográfico europeu. O interprete de 16 anos (que não parece ser UM DIA mais velho do que 12), que acaba de fazer uma visita promocional a Londres, alcança a terceira posição com o primeiro single de seu segundo EP, My World Part 2. A música conta com a participação de Ludacris (que, alias, parece estar fazendo participação em toda santa música nas últimas semanas). Ao penetrar o top 5 britânico, o adolescente, que é, faz meses, o assunto mais comentado do Twitter, segue sua dominação mundial.

Além de Bieber, o top 10 tem duas estréias essa semana: On a Mission, música de Gabriela Cilmi, cantora australiana de 19 anos que aparece em nono e My Name, primeiro single do cantor urbano McLean, em décimo.

De resto, a parada conta com Ellie Gouldin (Starry Eyed) em quarto, Jason DeRulo (On My Head) em quinto, Alicia Keys (Empire State of Mind Part II) em sexto, Florence & the Machine e Dizzee Rascal (You've Got the Dirtee Love Live at the BRIT) em sétimo e Cheryl Cole (Parachute) em oitavo.

Na Austrália, além de Rihanna no topo, quem rouba a cena é a banda de rock alternativo Train. Depois de anos esquecidos, a música Hey Soul Sister colocou os californianos de volta no mapa. O single já vendeu mais de 2 milhões de cópias nos EUA e alcançou a sexta posição no Hot 100. Agora, ela também é oficialmente um smash hit na Austrália, chegando ao segundo lugar essa semana.

De resto, as paradas australianas não tem muita novidade: Jason DeRulo (In My Head) em terceiro, David Guetta com Kid Cudi (Memories) em quarto, Owl City (Fireflies) em quinto, Iyaz (Replay) em sexto, a paródia de TiK ToK do Midnight Beast em sétimo, Ke$ha (Blah Blah Blah) em oitavo, Cheryl Cole e Will.I.Am (3 Words) em nono e Taylor Swift (Today Was a Fairytale) em décimo.



O grande lançamento da semana foi o terceiro álbum dos Gorillaz, Plastic Beach. A banda animada, criada por Damon Albarn do Blur, causou enorme sensação no mundo e seus dois primeiros CDs venderam milhões de cópias. Porém, o novo lançamento da banda começou com o pé esquerdo: o primeiro single, Stylo, não obteve o gigantesco sucesso que as músicas de trabalho anteriores obtiveram. Enquanto os primeiros singles dos dois albums anteriores alcançaram facilmente o top 5, Stylo teve que se contentar com a 48ª posição na Austrália e nem sequer penetrou o top 50 da Grã-Bretanha.

Apesar disso, os Gorillaz tiveram o CD mais vendido da semana na Austrália. Já no Reino Unido, eles tiveram que se contentar com a segunda posição (porém com vendas extremamente altas: 75 mil cópias).

Quem ocupou o topo essa semana foi a boyband irlandesa Boyzone. Gigantesco sucesso nos anos 90, os rapazes, que se separaram em 2000, resolveram se reunir em 2007 após o gigantesco sucesso obtido pelo Take That em sua volta. Apesar de não terem alcançado o nível absurdo de aclame e sucesso obtido pelo grupo de Gary Barlow, o retorno do Boyzone foi bem sucedido: 500 mil cópias vendidas do greatest hits e uma turnê esgotada.

Agora, três anos depois, e sem o integrante Stephen Gately, que morreu ano passado, o Boyzone lança seu primeiro álbum inédito desde o retorno, Brothers. Impulsionado pelo Dia das Mães, que foi domingo no Reino Unido, o álbum vendeu impressionantes 110 mil cópias, sendo, até o momento, a maior primeira semana do ano.

Alias, o Dia das Mães impulsionou enormemente as vendas de CD no país europeu. Enquanto o primeiro lugar da semana passada, Ellie Goulding, vendeu 37 mil cópias, todo o top 10 essa semana vendeu mais de 30 mil cópias.

Falando em Ellie, a inglesa de 24 anos, grande aposta da indústria para ser a sensação do ano, já está passando por turbulências: seu CD, que estreou em primeiro lugar na semana passada, caiu para a 16ª posição, a segunda maior queda do topo da história dos charts. Apesar da queda ter sido gigantesca, não existe muito motivo para alarme: as vendas do álbum continuam fortes, com 19.3 mil cópias vendidas essa semana (a posição baixa se deve ao impulso que muitos CDs receberam graças ao Dia das Mães e a grande quantidade de lançamentos fortes). Ellie também continua com seu segundo single, Starry Eyed, dentro do top 5.

A jovem escocesa Amy McDonald, cujo o primeiro álbum e single foram fenômenos pan-europeus, estréia na quarta posição com seu segundo álbum, A Curious Thing. O CD teve 42 mil cópias comercializadas ao longo da semana.

A outra estréia da semana foi a trilha sonora de Andrew Lloyd Weber's Love Never Dies, a controversa continuação de O Fantasma da Opera, um dos musicais mais bem sucedidos de todos os tempos. O álbum estréia em décimo com 31 mil cópias vendidas.

De resto, o top 10 está cheio de habitues: em terceiro, Alicia Keys com The Element of Freedom (42 mil cópias), em quinto Lady Gaga com The Fame (41.5 mil) seguido de Michael Buble com Crazy Love (40.5 mil), Paolo Nutini com Sunny Side Up, Florence & the Machine com Lungs e a trilha sonora do seriado Glee.

Apesar de ter tido que se contentar com o 11º lugar nos EUA, Jason DeRulo conseguiu colocar seu álbum de estréia dentro do top 10 na Grã-Bretanha semana passada. Agora, DeRulo faz ainda melhor na Austrália: alcança o top 5. O seu CD homônimo estréia em quarto lugar. O interprete americano de 20 anos já teve dois grandes hits: Whatcha Say e In My Head.

Além de Gorillaz, no topo, e DeRulo, em quarto, o top 5 australiano também conta com a banda folk britânica Mumford & Sons (Sigh no More) em segundo, a canadense k.d. lang com Recollection em terceiro e, claro, Susan Boyle (I Dreamed a Dream) em quinto. A escocesa está no top 5 australiano faz quatro meses.

Também no top 10: Lady Gaga em sexto (The Fame), David Guetta em sétimo (One Love), Taylor Swift em oitavo (Fearless), Michael Buble em nono (Crazy Love) e, encerrando a lista, os Black Eyed Peas (The E.N.D.).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Quem sou eu