Depois de anos sendo um pop culture junkie, finalmente resolvi canalizar minhas energias em algo útil (assim, dependendo da sua perspectiva). Esse blog tem, portanto, o objetivo de documentar quem está causando na cultura pop mas não comentando do óbvio e sim antecipando tendências e o que está por vir. E-mail me @ tacausando@gmail.com. Mais sobre a nossa proposta.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Chart watch UK+OZ: Lady Gaga e Grã-Bretanha, uma história de amor



O mundo inteiro ama Lady Gaga. Mas o amor que a Grã-Bretanha sente pela interprete é especial: essa semana, Telephone, que conta com a participação de Beyoncé, chega ao topo no Reino Unido, impulsionado pelo lançamento do vídeo. E olha, tenho que admitir que o clipe grew on me. Depois da decepção inicial, eu vi de novo e, sim, apesar de ser uma vítima do próprio hype, ele é bom. Só não é, nem de longe, uma "obra de arte" como Gaga insiste e dizer que ele tem uma "mensagem" é uma palhaçada sem tamanho. Mas enfim, é o quarto primeiro lugar de Gaga em pouco mais de um ano (Just Dance, Poker Face e Bad Romance também alcançaram o topo) no país. Além disso, The Fame também volta ao topo por lá e, tudo indica, o CD pode alcançar 2 milhões de cópias vendidas no UK, quase o mesmo número dos EUA (impressionante pois, obviamente, os EUA é um país muito maior).


Porém, foi por pouco que Gaga assumiu encabeçou a lista dos mais vendidos. A distância entre ela e Tinnie Tempah, que ocupou o primeiro lugar por duas semanas, foi mínima: Telephone vendeu 58,561 cópias enquanto Pass Out vendeu 57,168.

Rihanna ficou em terceiro com Rude Boy enquanto Justin Bieber caiu para quarto com Baby. Ellie Goulding também permanece dentro do top 5 com Starry Eyed.

Cheryl Cole, a namoradinha da Grã-Bretanha, ocupa a sexta posição com seu terceiro single solo Parachutes. O single recebeu um impulso depois que Cole fez uma apresentação ao vivo da música no Sport Relief., programa beneficente da BBC. Como de costume, a performance de Cheryl foi o pico de audiência da noite.



Quem estréia nas paradas britânicas essa semana é a romena Inna. A música dance Hot, que obteve enorme sucesso em todo continente europeu, estréia em oitavo.



Hot - Inna

Também no top 10: In My Head de Jason DeRulo em sétimo, Empire State of Mind (Part II) de Alicia Keys em nono e You've Got the Dirtee Love de Florence and the Machine com Dizzee Rascal encerrando a lista.

Na parada de CDs, a única novidade é o segundo volume da trilha sonora de Glee que estreia em segundo lugar, atrás de Gaga, com 43 mil cópias vendidas. Também no top 10: Brothers do Boyzone em terceiro, Plastic Beach dos Gorillaz em quarto, The Element of Freedom da Alica Keys em quinto, Glee vol. 1 em sexto, Sunny Side-Up de Paolo Nutini em sétimo, Lungs de Florence + the Machine em oitavo, Sigh no More de Mumford & Sons em nono e A Curious Thing de Amy McDonald em décimo.

Na Austrália, Hey Soul Sister da banda estado-unidense Train alcança o primeiro lugar. O dueto de Cheryl Cole com Will.I.Am, 3 Words, também alcança o top 5 por lá (quinta posição). De resto, as paradas também não apresentam nenhuma novidade: In My Head de Jason DeRulo em segundo, Rude Boy de Rihanna em terceiro, Memories com David Guetta e Kid Cudi em quarto, Replay do Iyaz em sexto, Blah Blah Blah da Ke$ha em sétimo, Fireflies do Owl City em oitavo, Telephone da Lady Gaga com a Beyoncé em nono e a paródia de TiK ToK do grupo Midnight Beast em décimo.


Hey, Soul Sister - Train

Na parada de CDs, Susan Boyle finalmente sai do top 5 depois de quase cinco meses. Essa semana, I Dreamed a Dream ocupa a sétima posição.

Quem ocupa o topo é o duo local Angus e Julia Stone. The Fame de Lady Gaga sobe para a segunda posição graças ao lançamento de Telephone. Plastic Beach dos Gorillaz ocupa o terceiro lugar seguido de Sigh no More dos Mumford & Sons. A grande surpresa para mim foi Jason DeRulo ter permanecido dentro do top 5, na quinta posição.

Também no top 10: k.d. lang com Recollection (sexto), Jimi Handrix com Valley of the Neptunes (oitavo), David Guetta com One Love (nono) e Michael Bublé com Crazy Love (décimo).

BTW, eu tinha tirado do ar um post lá do começo do ano sem querer e só me dei conta agora. Para quem não leu, Causou em 2009 parte 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Quem sou eu